terça-feira, 24 de junho de 2008

Happy Birthday :)


Ora. Passou um ano desde o primeiro post. Por isso é que este post vai ser escrito às 4 da manhã e agendado para as horas do primeiro post feito, que é pra ser um aniversário à altura.

Passei por muito enquanto o escrevia, cheguei a rir, sorrir, limpar uma lágrima solitária, chorar tanto que mal conseguia ler o que escrevia. Estive feliz, e alegre, olhando para trás, sei que nunca cheguei a conseguir compreender-me através do blog (e no inicio foi esse o objectivo), mas vejo-me reflectida em muito.

Entretanto o facto de ter passado um ano, tem-me deixado o Tico e o Teco confusos (vá, pronto. Não é só o blog que os deixa assim, alias.. o blog é o menos.. até porque a maior parte das vezes que alguém se lembra de mencionar o meu blog a primeira pergunta que me baila no pensamento é "como é que este sabe que eu tenho um blog?", visto que nunca o escrevi pra ser gabado/louvado/publicado ou afins). Tenho andado melancólica e algumas das atitudes recentes das pessoas que me rodeiam, acabam por fazer com que eu acabe a noite a pensar no porque de ter um blog. Principalmente porque era suposto desabafar e afins, mas na realidade as coisas que me magoam mesmo, que me rasgam a alma por dentro, que me fazer perguntar como é que alguém consegue ser tão cruel, eu não sou capaz de as partilhar.

Se estiver chateada, consigo fazer o que chamam por aí de desabafar.
Mas se tiver triste e magoada não. Escondo-me dentro de mim, empurro as tristezas para debaixo de algo e sento-me em cima, e tento manter-las longe até chegar a altura em que estou sozinha, depois, regra geral, tomo um banho e choro.. E é enquanto as minhas lágrimas se confundem com a água que corre que as minhas tristezas vão indo embora, e saio do banho já a desculpar quem me magoou, a enganar-me a mim mesma é certo. Mas, a maior parte das vezes, recuso-me a acreditar que as pessoas conseguem ser cruéis só porque lhes apetece e não têm mais nada que fazer.

Consigo arranjar desculpa para tudo, é possivelmente o meu pior defeito, consigo até perdoar (e arranjar motivos para isso) o imperdoável.

Não gostava de ser de outra maneira.

Ontem, às 2h da manhã, abri uma janela no msn, e limitei-me a dizer: "És estranho."
Hoje, ao recordar-me disso, e enumerando isto:

  • Eu é que elimino *alguém* do msn, e depois quero falar com esse *alguém* e não posso (isto não é ser estranho, é mesmo ser croma!!! :x (e já agora para não haver aqui confusões a pessoa de quem estou a falar nem sequer sonha que este blog existe)).
  • Eu é que persigo raposas às 4h da manhã porque as únicas que vi até hoje estavam presas e aquela não estava (a sacana fugiu de mim e voltou a entrar para a escola).
  • Eu é que ando atrás de um ouriço caixeiro (o primeiro vivo que eu já vi), já a imaginar-me a sentir uma picadela no dedo, só porque o coitadinho tinha a cabeça presa numa embalagem de iogurte e andava ali aflitinho de um lado para o outro (e depois ainda venho a correr a casa, buscar o meu futuro almoço (ou jantar) de um destes dias para ir levar ao coitadinho, porque se ele ficou preso numa embalagem de iogurte ou era cego ou tinha muita fome).
  • Eu é que encontro cães abandonados na rua e os levo para casa (e depois de lhe dar comida os sacanas mordem-me).
  • Eu é que encontro gatos e os levo pra casa pra lhes dar banho e os alimentar (e estes arranham-me, vá lá que o ouriço não me picou).
  • Eu é que quando tinha 12 anos, em pleno dia de inverno fiquei apenas de t-shirt para embrulhar uma cadela bebé que encontrei abandonada na rua (e a minha mãe não me deixou ficar com ela e obrigou a encontrar um dono porque nós na altura tínhamos 3 (e pimbas mais um recalcamento)).
  • Eu é que chego a uma reserva natural de leões na África do Sul e tento fugir com uma cria branca (a cara do meu cunhado neste dia foi absolutamente priceless).
  • Eu é que quando vi o Aladin a primeira vez (tinha uns 7 anos) fui a correr chamar o meu pai, pra lhe mostrar que os tigres eram mansinhos e perguntar se eu podia ter um.
  • Eu é que tenho como animais preferidos os felinos e as orcas (a.k.a. baleias assassinas) vá, e os cães e os gatos, e as zebras, e os cavalos, e os elefantes... pronto :|
  • Eu é que quando tinha 5 anos resolvi que não comia mais peixe porque os peixes falavam e eram simpáticos, que quanto muito só comia tubarões ou enguias (juro que vocês não imaginam a cara de parva da minha mãe quando ouviu isto (e eu só me lembro porque não percebi porque é q ela não me compreendeu, e mais como é que ela era capaz de comer peixes? Ela nunca tinha visto a pequena sereia só pode)).
  • Eu é que com quase 2 anos ia para o aviário da minha madrinha e agarrava nos pintainhos pela cabeça e começava a fazer peão com o corpo (e assim q aquele tivesse morto pegava n'outro (vá alguém de psicologia que agora me explique porque é que tenho medo de galinhas?)).
  • Tenho uma foto de quando eu tinha 3 anos, a pegar num coelho ao colo como se fosse um bebé (e.. chorei durante uma semana porque a minha mãe o cozinhou! nunca mais me deixou aproximar de coelhos que tivessem como destino ir parar à caçarola).
  • Eu é que com 11 anos, e nós tínhamos 2 periquitos e ela matava os filhos, os ia buscar ao ninho enquanto ainda ovos, e os mantinha quentes (ai quantas noites passadas sem dormir), e eles chegavam a nascer (nunca sobreviviam era mais do que 2 dias, e lá estava eu a chorar mais 1 semana que eles morreram por minha causa).
  • Eu é que ainda antes de ter 3 anos resolvi que queria a minha bicicleta sem rodinhas porque os outros meninos (bem + velhos) já não tinham rodinhas nas deles e eu queria ser como eles (e depois andei as cambalhotas com ela e fui bater contra um muro, também quem é que se lembra de ir aprender a andar sem as rodinhas de apoio numa descida íngreme??).

definitivamente a pessoa estranha aqui, sou eu.

E não vos contei a parte que insultei um cota, só porque ele não me abriu a porta onde tinham trancado a minha cadela que estava a dar à luz (2 anos e meio).
Ah! Nem que tentei fugir de casa por duas vezes enquanto tinha 2 anos, e que também pedia vinho (a minha fase de rebeldia deve ter sido aos 2 anos :X é que só pode).

E agora falando de coisas boas! Aliás, muito boas! Mais uma grande noite com as gémeas, festival de tunas organizado pela Imperial Neptuna da Figueira da Foz, com a participação da Universidade de Tecnologia e Ciências do Porto, Tuna Universitária de Beja, Magna Tuna Cartola (Aveiro), Castra Leuca (Castelo Branco) e os Jogralhos Universitários do Minho. Seguido de musica ao vivo, mais uma margarita de maracujá (yummmiiiiiiiii), mais cerveja à borla, discoteca até às 4 da manhã e como resultado, eu ontem doente com febre. xD

Ah pois é. ;p





Por isso,



aqui à tasca.
Estão todos convidados a aparecer por aqui e a comer uma fatia de



E beber umas coisinhas giras destas:



Que aqui a

Vai ver se melhora pra logo a tarde vir aqui ter com vocês para beber um copo :)



AHHH!! E muito obrigado
pelas
mais de 7000 visitas ;)
(e agora é favor agradecer-me os 227 posts)





P.S.: Com tudo aquilo que enumerei não me estou a fazer melhor que ninguém até porque há pessoas que fazem acções iguais ou bem melhores que eu todos os dias, como é o caso da Anabela (por exemplo), apenas estou a explicar o porque de ser estranha :p P.P.S.: Ao Bastininho que costuma vir cá dar uma espreitadela só lhe quero dizer que continuo a preferir a 'minha T.U.A.' :)
P.P.P.S.: Ainda para o Bastininho, acho que vais ficar feliz por saber, que os comentários que mais ouvi sobre a Magna Tuna Cartola foi que eles eram todos gays. (em viseu (que eu saiba) ninguém disse isto de vocês) :p
P.P.P.P.S.: A todos vocês, estejam livres para ter dó (que pena é uma palavra feia e dizem que quem as tem são as galinhas e eu não gosto desses bixarocos) dos meus pais e dos meus familiares mais próximos por terem aturado tudo isto enquanto eu estava a crescer. ;p (eu também tenho!!)
P.P.P.P.P.S.: Estava eu tão feliz com a minha boa acção de ter ido levar da minha própria comida ao ouriço, quando agora (3h depois de lhe ter ido levar a comida) me lembrei que.. nem sei se um ouriço por acaso come carne |: bolas! Fiquei triste :(
P.P.P.P.P.P.S.: Na Wikipédia diz:
"Os ouriços são animais principalmente noturnos, que se alimentam de insectos, caracóis e lesmas e de vegetais." .. Por isso, se calhar só não comem carne de vaca (ou porco) porque são muito pequenos, né? :| Fiquei mesmo triste.

2 comentários:

Anonimus disse...

"...
?
Então porque?
..."

Niu_esi disse...

Ja tava com saudades dos P.S. :D

Bjs