terça-feira, 15 de abril de 2008

"As histórias são tão singulares quanto as pessoas que as contam,
sendo certo que as melhores são aquelas em que o fim constitui uma surpresa."


Chamaram-me um dia
Cigano e maltês
Menino, nao és boa rés
Abri uma cova
Na terra mais funda
Fiz dela
A minha sepultura
Entrei numa gruta
Matei um tritao
Mas tive o diabo na mao

Havia um comboio
Já pronto a largar
E vi o diabo a tentar
Pedi-lhe um cruzado
Fiquei logo ali
Num leito De penas dormi
Puseram-me a ferros
Soltaram o cao
Mas tive o diabo na mao

Voltei da charola
de cilha e arnês
Amigo, vem cá outra vez
Subi uma escada
Ganhei dinheirama
Senhor D. Fulano Marquês
Perdi na roleta
Ganhei ao gamao
Mas tive o diabo na mao

Ao dar uma volta
Caí no lancil
E veio o diabo a ganir
Nadavam piranhas
Na lagoa escura
Tamanhas que nunca tal vi
Limpei a viseira
Peguei no arpao
Mas tive o diabo na mao


3 comentários:

Anónimo disse...

mt giro =/

Smartphone disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Smartphone, I hope you enjoy. The address is http://smartphone-brasil.blogspot.com. A hug.

ines disse...

tens feito grandes mudanças ou é impressão minha?

boa semana